Weby shortcut
Youtubeplay
Eu faço a UFG

Pós-doutoranda fala sobre sua trajetória na pesquisa

Formada em Química, Juliana Pimenta agora estuda na área de Física e trabalha com sintetização de materiais

Juliana

Juliana Pimenta
Pós-doutoranda do Instituto de Física da UFG

O novo sempre foi algo que me atraiu. Durante minha trajetória acadêmica, tive o prazer de trabalhar em diferentes pesquisas e conviver com grandes pesquisadores. A verdade é que parar na pesquisa foi algo como o curso natural da vida para mim, não foi algo planejado. Por vezes a pesquisa no país, com todas as dificuldades, nos faz querer desistir. Ao longo da pós-graduação tive altos e baixos quanto a seguir esse caminho, mas então, como uma brisa que renova nossas energias, eu vim parar em Goiânia. Como química, a pesquisa que comecei aqui era totalmente nova para mim. Em todas as variáveis da minha caminhada, em nenhuma delas eu havia imaginado trabalhar na área de Física, mas sem perceber o destino me levou até ali e me mostrou um universo novo e apaixonante.

No mestrado iniciei meu amor pela área de ciências dos materiais, e desde então venho trabalhando com o desenvolvimento e caracterização para a aplicação nas mais diversas áreas. Atualmente me dedico a sintetizar novas composições de materiais com propriedades para aplicação em dispositivos opto-eletrônicos, displays, LED's ou lasers, visando uma melhoria desses dispositivos, reduzindo o consumo de energia elétrica e aumentando seu tempo de vida.

O foco do trabalho tem sido o desenvolvimento de novos materiais que possam ser aplicados como LED's, visando minimizar os efeitos desses dispositivos, que, embora possuam um menor consumo de energia, emitem um branco intenso com emissão majoritária na região do azul, gerando problemas na qualidade do sono, relacionados ao excesso dessa luz artificial a que nosso organismo é exposto. Essa pesquisa também é desenvolvida em parceria com o Centro Regional para o Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (CRTI), parte do Parque Tecnológico da UFG, para a realização e desenvolvimento de metodologias analíticas relacionadas à caracterização desses novos materiais obtidos.

* Quer falar sobre sua pesquisa ou projeto de extensão? Escreva um texto em primeira pessoa e envie para jornalufg.secom@ufg.br.

Fonte : Secom/UFG

Categorias : Eu faço a UFG Edição 94

Listar Todas Voltar