Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f
Youtubeplay db0358e6953f0d0ec2cd240bca6403729d73b33e9afefb17dfb2ce9b7646370a
Editorial

Prender é a solução?

Primeira edição do ano traz a análise de pesquisadores da Universidade sobre as políticas de encarceramento e de combate à criminalidade adotadas atualmente no Brasil

Luiz Felipe Fernandes*

Demorou para que o poder público se atentasse para a gravidade do que ocorria nos presídios do Norte e Nordeste brasileiros no começo deste ano. Também demorou para que os veículos de comunicação noticiassem uma tragédia anunciada, que culminou com a morte de 134 detentos. Mas, ainda mais demorado, é um debate honesto e comprometido – acompanhado de políticas públicas eficientes e de longo prazo – sobre a questão penitenciária no Brasil.

A primeira edição de 2017 do Jornal UFG traz as constatações de pesquisadores da Universidade sobre as políticas de encarceramento e de combate à criminalidade adotadas atualmente no Brasil. A repórter Patrícia da Veiga entrevistou especialistas nas áreas da Sociologia e do Direito, que analisaram as deficiências dos modelos que privilegiam a punição e a chamada guerra às drogas – elementos que apenas contribuem para reproduzir a violência.

Discussões como essa fazem com que este veículo de comunicação da UFG cumpra uma de suas principais vocações: a de aprofundar os temas contemporâneos à luz do conhecimento científico produzido na própria instituição. É o que também pode ser conferido na mesa-redonda desta edição, que discute a utilização da pílula anticoncepcional pelas mulheres e os questionamentos sobre efeitos e métodos alternativos. Já na seção de entrevista, a análise é sobre os rumos da democracia na América Latina.

Como esta primeira edição de 2017 do Jornal UFG coincide com o início do ano letivo na Regional Goiânia, aproveitamos para dar as boas vindas aos novos estudantes, convidando-os a conhecer um pouco da produção acadêmica e das atividades desenvolvidas na instituição da qual agora fazem parte. Esperamos que nossas informações e discussões contribuam para enriquecer essa nova fase. Aos demais estudantes, servidores e professores da UFG, da capital e das regionais no interior, desejamos também uma boa leitura!


*Coordenador de Jornalismo da Ascom

 

Servidora da UFG desde 2009, Patrícia da Veiga assina a matéria de capa desta edição. Patrícia volta às páginas do Jornal UFG depois de passar um período na URFJ, onde cursou doutorado em Comunicação Patrícia da Veiga

Fonte : Ascom UFG

Categorias : editorial Edição 85

Listar Todas Voltar