Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f
Youtubeplay db0358e6953f0d0ec2cd240bca6403729d73b33e9afefb17dfb2ce9b7646370a
Jornal UFG 80

Comitê de Tecnologia da Informação formula política

Expectativa é de aprovação ainda neste semestre

Jornal UFG 80

 

Angélica Queiroz

As universidades federais fazem parte do Sistema de Administração de Recursos de Tecnologia da Informação (SISP), que tem o objetivo de organizar a operação, o controle, a supervisão e a coordenação dos recursos de informação e informática da administração direta, autárquica e fundacional do poder executivo federal. Na UFG, o Comitê de Tecnologia da Informação (CTI), criado em resolução do Consuni em maio de 2015, veio para se responsabilizar pela governança de Tecnologia da Informação na Universidade, que até então não tinha um responsável.

A governança de Tecnologia da Informação (TI) é a integração entre os objetivos e as diretrizes estratégicas da organização e as ações de TI, visando criar valor para as organizações por meio do uso dos recursos de TI. Na UFG, o Centro de Recursos Computacionais (Cercomp) vinha realizando, de maneira muito precária, atividades associadas à governança. “Entretanto, não é esse o seu papel. Como o Cercomp é um órgão de gestão, não deveria caber a ele também realizar a governança de TI na UFG. Em função disto, foi criado o Comitê de TI, que deverá assumir as funções ligadas à governança de TI na instituição”, explica o diretor do Cercomp, Cedric Luiz de Carvalho. Assim, o CTI, presidido pelo reitor da UFG, Orlando Amaral, deve propor políticas de TI a serem aprovadas pelo Consuni.

A Política de TI da UFG deve definir o escopo de atuação da Tecnologia da Informação na Universidade. Segundo o Coordenador de Organização, Sistemas e Métodos da Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional e Recursos Humanos, Vinicius Braga, secretário da CTI, essa política é parte integrante da estratégia da instituição e vai determinar os princípios, diretrizes, estrutura organizacional, papéis, responsabilidades, processos de alinhamento, estratégias e mecanismos de comunicação da área de TI.

Segundo o secretário da CTI, a expectativa é que o processo na UFG seja rápido, com aprovação por parte do CTI ainda em julho de 2016. “A minuta deste projeto foi encaminhada aos integrantes do Comitê de TI no final do mês de maio, recebendo contribuições que ensejaram novas versões desta minuta, com previsão de apreciação inicial pelo CTI em reunião ordinária em julho de 2016. Após a aprovação desta política por parte do CTI, ela será encaminhada ao Consuni para apreciação”, detalha.

Categorias : Universidade Edição 80

Listar Todas Voltar