Weby shortcut
Youtubeplay

Sustentabilidade ambiental em prática

Logo Jornal

Publicação da Assessoria de Comunicação da Universidade Federal de Goiás 
ANO VII – Nº 66 – Agosto – 2014

Sustentabilidade ambiental em prática

Plano de Logística Sustentável da UFG propõe ações para redução dos impactos ambientais e promoção da responsabilidade socioambiental dentro da universidade

Texto: Serena Veloso | Foto: Adriana Cristina | Infografia: Dúnia Esper

 

Reduzir o uso de papel e copos plásticos, descartar o lixo de forma adequada, desligar as lâmpadas da sala ao sair e fechar corretamente a torneira são pequenas ações que podem contribuir para a redução de impactos ambientais e para o incentivo às práticas sustentáveis dentro da universidade. Com a intenção de modificar a cultura do desperdício, do consumo sem consciência ambiental e da má utilização de recursos e materiais entre a comunidade universitária, a UFG lançou em março deste ano o Plano de Logística Sustentável (PLS).

Esse plano foi instituído com base na Instrução Normativa  nº 10, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), que estabelece a necessidade da elaboração de um Plano de Gestão Logística e Sustentável por parte de toda Administração Pública.

A UFG é a primeira do setor público no Estado de Goiás a implementar um planejamento para gestão sustentável. O projeto, desenvolvido pela instituição e norteado pela cartilha da Agenda Ambiental da Administração Pública (A3P) do Ministério do Meio Ambiente, que surgiu a partir da formulação de políticas de desenvolvimento sustentável.

PLS Em Ação 

Primeiros passos

Concebido em 2013, o plano da UFG foi elaborado, a partir da necessidade de organização das ideias e ações ambientais, com a mobilização das Pró-Reitorias de Administração e Finanças (Proad) e de Desenvolvimento Institucional e Recursos Humanos (Prodirh) e a colaboração da comunidade acadêmica. “O plano procura dar consistência a várias ações isoladas já realizadas na universidade e busca institucionalizá-las e aprimorá-las”, ressaltou o reitor da UFG, Orlando Amaral, durante o lançamento do PLS. Para institucionalizar as ações do projeto, foi instaurada a Política Ambiental e Sustentável da UFG, que pode ser acessada no site do PLS (www.sustentabilidade.prodirh.ufg.br)

Com a execução do PLS, a universidade planejará ações e metas dentro do período de validade do plano: 2014 e 2015. “Os objetivos do plano são fazer com que unidades acadêmicas e órgãos administrativos repensem todos os seus processos para que deem uma melhor utilização aos recursos naturais e desenvolver um programa de educação ambiental que envolva todos os colaboradores da UFG”, pontuou o professor da Escola de Engenharia Civil (EEC/UFG) e presidente da Comissão Gestora do PLS da UFG, Emiliano Lôbo de Godoi.

Entre as ações previstas, estão racionalização do uso da água e energia, redução do material de consumo, gerenciamento de resíduos e atividades de conscientização à comunidade acadêmica, sendo essa última um dos mais importantes objetivos do plano, segundo o membro da Comissão Gestora do PLS e economista da Coordenação de Monitoramento Institucional da Prodirh, Everton Wirbitzki da Silveira: “Ao englobar práticas de sustentabilidade e de racionalização do uso de materiais e serviços e ações de divulgação, educação ambiental, conscientização e capacitação, o PLS se propõe a, pedagogicamente, instituir uma consciência coletiva a respeito da importância do ambiente e da economia dos recursos disponíveis”, disse.

Um projeto piloto será implantado primeiramente no prédio da Reitoria, com a mobilização dos servidores efetivos, terceirizados, estagiários e bolsistas, já que eles vivenciam o cotidiano da unidade. O projeto piloto será lançado no início do mês de agosto durante a Semana da Sustentabilidade na Reitoria.

PLS Infográfico

Acompanhamento e avaliação

Todas as atividades do plano serão monitoradas e terão suas metas divulgadas a cada seis meses, podendo ser acessadas no site do PLS, além de comporem um relatório anual. “Ações rotineiras podem interferir positivamente para a contenção financeira, redução do desperdício e diminuição do impacto ambiental”, observou Everton Wirbitzki.

Além disso, uma pesquisa, elaborada pela Assessoria de Comunicação (Ascom) da UFG, com o apoio de alunos do curso de Relações Públicas da Agência Simetria, da Faculdade de Comunicação e Informação (FIC), foi aplicada aos servidores lotados nos órgãos que integram a Reitoria. Nessa pesquisa, foram avaliadas as noções dos servidores sobre medidas tomadas no dia a dia para reduzir gastos e promover a sustentabilidade em cada departamento.

Enquete PLS

Resultado da pesquisa sobre sustentabilidade aplicada aos servidores da Reitoria embasará ações do projeto piloto do PLS

De acordo com Emiliano Godoi, atualmente, a comunidade acadêmica da UFG, de todas as Regionais, abrange mais de 25 mil pessoas, o que corresponderia a uma cidade de médio porte do Estado de Goiás. Dessa forma, sistematizar o plano em toda a instituição pode representar um grande desafio. “O sucesso desse projeto depende do engajamento e da participação de toda a universidade. Espero que possamos servir de exemplo para outras instituições”, comentou o presidente da Comissão Gestora do PLS.

Algumas das preocupações imediatas da comissão também estão relacionadas à compra de recursos e às contratações de serviços, tendo em vista o processo de expansão da universidade nos últimos seis anos, o que gerou aumento nos dispêndios com diversos materiais e serviços. Diante desse cenário, as ações do PLS buscarão formas para viabilizar a compra de itens sustentáveis.

.

Categorias : PLS sustentabilidade Reitoria

Arquivos relacionados Tamanho Assinatura digital do arquivo
66 P4E5 PDF 264 Kb 0f499ef75a35d5e728882d2633bc3642
Listar Todas Voltar