Weby shortcut
Youtubeplay

Desmistificando a Matemática: do básico às brincadeiras

Logo Jornal

Publicação da Assessoria de Comunicação da Universidade Federal de Goiás 
ANO VII – Nº 64 – NOVEMBRO / DEZEMBRO – 2013

Desmistificando a Matemática: do básico às brincadeiras

Iniciativas do Instituto de Matemática e Estatística (IME) e do Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação (Cepae) ampliam o ensino da matemática

Texto: Laura Braga | Fotos: Carlos Siqueira

Desmistificando a Matemática

 

A matemática básica, uma das vilãs das disciplinas nos colégios, é o ponto de partida do novo projeto de extensão Curso de Matemática Básica do Programa de Educação Tutorial do curso de licenciatura em Matemática (PET/MAT), do Instituto de Matemática e Estatística (IME), da Universidade Federal de Goiás.

O curso, ministrado pelo professor José Pedro Machado Ribeiro e por seis alunos da graduação que integram o projeto, teve como motivação a necessidade de pessoas em solucionar os problemas e sanar suas dúvidas sobre a matemática aplicada. “Em uma conversa com a minha esposa, que era estudante de Pedagogia, ela me contou a dificuldade dela e de suas amigas em aprender o conteúdo da Matemática e que para estudar essa matéria era preciso começar do zero, em ‘continhas’ de somar e dividir”, afirmou o professor. Depois disso, ele notou que muitas pessoas demonstravam o interesse em retomar o estudo da Matemática e alegavam a mesma dificuldade, tendo de partir de conteúdos do ensino fundamental.

O projeto foi estruturado a partir de um estudo realizado em 20 escolas estaduais de Goiânia, para elencar, juntamente com os professores destas instituições, quais eram os conteúdos do ensino fundamental que mais fgeraram dúvidas e questionamentos nos alunos. O passo seguinte foi iniciar a produção do material a ser distribuído. Segundo José Pedro, o desenvolvimento desse material foi muito importante, já que o curso tinha de ser mais compacto para atender a uma demanda de trabalhadores e jovens acima de 14 anos, que já concluíram o ensino fundamental. O curso, dividido em quatro módulos, é gratuito, mas o material teve um custo de R$ 24 por aluno. Os encontros começaram no dia 28 de setembro, no Planetário da UFG, e serão ofertados em doze sábados.

Thalison da Silva Brasileiro, aluno do curso de licenciatura em Matemática e ministrante do curso, ficou impressionado com a quantidade de telefonemas que o grupo recebeu, mesmo com pouca divulgação. “Não temos capacidade de atender todos os interessados. A ideia era iniciar o curso com 30 alunos, mas em pouco tempo todas as vagas foram preenchidas e aumentamos a quantidade de alunos para 50 pessoas”, declarou.

Segundo Eliene, de 29 anos, recém-formada em Pedagogia, o curso vai ajudar em sua profissão. “Trabalho na educação infantil, mas penso em trabalhar também no ensino fundamental. Na faculdade, aprendemos as metodologias, mas não nos aprofundamos nesses conteúdos. Então esse curso só tem a me ajudar”.

Para Higor Gabriel, de 22 anos, que pretende prestar vestibular para o curso de Arquitetura e Urbanismo, na UFG, a expectativa é grande. “Interessei-me por esse curso por achar que ele pode contribuir para o meu desenvolvimento e para o meu desempenho no vestibular. Sempre tive dificuldade em Matemática e no curso universitário terei matérias que vão utilizar bastante esses conteúdos”.

Curso matemática

Curso de matemática básica tem grande procura e apresenta público diversificado

Aprendendo de forma LÚDICA

O Ludens: jogos e brincadeiras na Matemática é um evento proposto por um projeto de de extensão realizado anualmente, desde 2009, pelo Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação (Cepae) da UFG. Em 2013, foram registradas 300 inscrições de alunos de colégios próximos, além dos estudantes do Cepae, contabilizando aproximadamente 700 participantes.

Cepae Poliedrolandia

Poliedrolândia: maquete de uma cidade confeccionada com figuras geométricas

Coordenado pelo professor Marcelo Lucas, o Ludens é voltado para graduandos, professores e alunos da educação básica, e tem por objetivo contribuir tanto com a formação inicial e continuada dos professores, quanto possibilitar aos jovens a vivência do conhecimento matemático por meio de atividades lúdicas, como jogos que envolvem cálculos, raciocínio lógico, figuras geométricas, construção de maquetes, reconhecimento de senhas, cubos mágicos e até aulas de dança. “A ideia é mostrar para o aluno que a Matemática permeia diversas áreas do conhecimento. Queremos mostrar novas abordagens, novos jeitos de se aprender Matemática”, diz o professor.

A novidade do evento em 2013 foi a participação de todos os níveis de ensino. Além disso, ampliou-se a oferta de atividades voltadas especificamente aos professores do ensino básico, que discutiram as metodologias utilizadas para trabalhar o lúdico como recurso pedagógico. De acordo com Marcelo Lucas, nos anos anteriores, o evento era destinado, principalmente, à segunda fase do ensino fundamental e ao ensino médio. Neste ano, as crianças até o 5º ano também puderam participar do evento por meio de um concurso de brinquedos.

De acordo com Leandro Cruvinel, estagiário da instituição e ministrante de uma das oficinas de origami (dobraduras), com o Ludens, o aprendizado dos estudantes se torna mais efetivo, pois o evento quebra o estigma da matéria. Na oficina de origami, as crianças trabalharam com as diversas formas geométricas, suas dimensões e o que a dobradura permitia transformar em figura. “Essas atividades são muito importantes para que os alunos vejam esse outro lado de aprender. Para mim, que também sou estudante, o evento e a oficina têm uma grande contribuição à minha carreira acadêmica. É muito bom ver a curiosidade das crianças, o retorno delas é muito interessante”, comenta.

Marina Tavares Gonçalves, do 1º ano do ensino médio, também participou do Ludens no ano passado. Para ela, as oficinas são legais. Neste ano, a estudante participou da oficina de senha, para desenvolver e estimular seu raciocínio lógico.

Cepae Origami

Origami: dobraduras que se transformam e ensinam novas formas

Categorias : Ensino Matemática Cepae

Arquivos relacionados Tamanho Assinatura digital do arquivo
64 p22e23 390 Kb b18dcb5ff21fb952c20317fb77be6882
Listar Todas Voltar