Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f
Youtubeplay db0358e6953f0d0ec2cd240bca6403729d73b33e9afefb17dfb2ce9b7646370a

Universidade vive efervescência cultural e grande ligação com a comunidade

Logo Jornal

Publicação da Assessoria de Comunicação da Universidade Federal de Goiás 
ANO VII – Nº 64 – NOVEMBRO / DEZEMBRO – 2013

Universidade vive efervescência cultural e grande ligação com a comunidade

Crescimento dos recursos e modernização do Sistema de Informação de Extensão e Cultura (Siec) marcaram extensão e cultura nos últimos oito anos da UFG

Texto: Ascom | Fotos: Carlos Siqueira e CRR-UFG

A comunidade goianiense e, principalmente, a comunidade universitária viveram nos últimos anos um período de grandes mudanças no campo da cultura. Do cinema às artes plásticas, da ópera aos shows de música popular brasileira, é inegável a mudança do cenário cultural em Goiânia. Entre as grandes contribuições para essa mudança estão as inaugurações do Centro de Cultura e Eventos Professor Ricardo Freua Bufáiçal, no Câmpus Samambaia, e do Centro Cultural UFG, na Praça Universitária.

O Centro Cultural UFG foi inaugurado em dezembro de 2010, com um novo projeto arquitetônico e uma nova concepção como equipamento cultural. Para a coordenadora de Cultura da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proec), Flávia Cruvinel, hoje, ele é um dos espaços culturais mais importantes de Goiânia.

Centro Cultural da UFG

O Centro Cultural UFG possui um acervo de arte moderna e contemporânea brasileira e internacional

O centro possui um mil m² de área construída. O prédio dispõe de duas salas de exposição, reserva técnica do acervo, sala de ação educativa, teatro, sala de dança com camarins, dependências administrativas e pátio multiuso. Sua programação é dedicada às exibições de artes visuais, teatro, dança, música e eventos literários.

A galeria de artes do Centro Cultural UFG já apresentou quatro exposições desde sua criação. A inauguração da Galeria permitiu, ainda, a reunião e preservação das obras do Acervo UFG, que antes estavam espalhadas pela universidade.

Já o teatro tem apresentado diversos artistas, grande parte por meio de séries, como Govio, com concertos de violonistas clássicos, e Música Consciente, que traz artistas brasileiros que nunca estiveram em Goiânia. "A intenção é dar identificação às apresentações, de acordo com o perfil de cada público", explicou a coordenadora.

No Câmpus Samambaia, o grande destaque é o Centro de Cultura e Eventos Professor Ricardo Freua Bufáiçal. Inaugurado em dezembro de 2008, ele possui um salão com capacidade para quatro mil pessoas sentadas e quatro salas para cem pessoas cada uma, além de estacionamento para 1,5 mil veículos.

O prédio abriga as formaturas da UFG que, com o novo espaço e a padronização da cerimônia, permitiu que todos os estudantes conquistassem o direito de participar da colação de grau sem custos pessoais com a cerimônia. Além das formaturas, outros grandes eventos já foram realizados no local, como diversas edições do Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão (Conpeex), a 63ª Edição da Reunião Anual da SBPC, além de shows de grandes artistas, como Gal Costa, Gilberto Gil e Zeca Baleiro, por meio do projeto Música no Câmpus.

Agro Centro-Oeste

A feira Agro Centro-Oeste Familiar se consolidou como um dos mais importantes eventos de extensão na UFG

 

Cine UFG: espaço para os clássicos do cinema

Inaugurado em setembro de 2008, o Cine UFG foi criado em parceria entre a UFG e a Agência Goiana de Cultura (atual Secretaria Goiana de Cultura). Localizado na Faculdade de Letras (FL), o espaço possui 156 lugares e está equipado para projeção digital e em película. O cinema funciona de segunda a sexta-feira em sessões fixas às 12 h e às 17h30. O objetivo é dar espaço aos filmes de qualidade e clássicos do cinema. Mesmo localizado dentro da universidade, suas sessões são abertas à comunidade externa. O Cine UFG já exibiu mais de 400 filmes e teve um público de mais de 15 mil pessoas em suas sessões. Entre as mostras já realizadas, diversos cineastas foram homenageados como Tarantino e Woody Allen.

O Cine UFG também oferece o projeto Vá ao cinema de graça, para estudantes usuários do Restaurante Universitário (RU). Com a carteirinha do RU, os acadêmicos podem retirar ingressos gratuitos na bilheteria do cinema.

Cine UFG

Comunidade conta com atrações cinematográficas a baixo custo

 

Acesso à cultura

O projeto Música no Câmpus foi criado em 2009 pela Proec, com o objetivo de valorizar e difundir a música brasileira em sua diversidade, trazendo nomes reconhecidos no meio musical, como também artistas populares. “O projeto traz ao câmpus pessoas que normalmente não frequentam a universidade, muitas delas estão vindo pela primeira vez”, afirma Flávia Cruvinel. Realizado em parceria com o Serviço Social do Comércio de Goiás (Sesc/GO), o projeto oferece outra vantagem: ingressos a preços populares. Desde 2009, são promovidos por volta de cinco shows anuais no Centro de Cultura e Eventos Professor Ricardo Freua Bufáiçal e, ao final de 2013, terão sido promovidos 23 shows pelo projeto.

Show milton Nascimento

O show de Milton Nascimento e do parceiro Lô Borges fechou com chave de ouro a programação 2013 do Música no Câmpus

 

Revista UFG: novo projeto gráfico e editorial

A Proec reformulou, em 2006, o projeto gráfico e editorial da Revista UFG, criada em 2003. A partir desta reformulação, a revista tornou-se temática e foram definidas seções fixas, como o Dossiê, com artigos sobre um tema que norteia a edição; Tradução, que é a tradução de um artigo com temas importantes para discussões na universidade; Resenha, com textos críticos sobre produções artísticas como livros, teatro, exposições e filmes, e Memórias, que recupera artigos de documentos históricos, de difícil acesso, como artigos publicados em revistas já esgotadas. A revista também traz um ensaio visual com fotos ou obras de arte, ressaltando temas ou trabalhos de artistas. Neste novo formato, a Revista UFG publicou treze números, destacando temas como Sertão, Mobilidade e Meio Ambiente.

Revista UFG

No período de 2006-2013, foram confeccionadas 13 edições temáticas da Revista UFG

 

Sistema de cadastro e aumento dos recursos garantem avanços na extensão

Se na cultura, a UFG se destacou com novos espaços e projetos, na extensão, o destaque fica com o crescimento do número de ações e de recursos destinados aos projetos e bolsas. De 2006 a 2012, o número de projetos cadastrados pela Pró-Reitoria de Extensão e Cultura subiu de 371 ações para 1.578. Até julho de 2013, já foram 1.760 ações cadastradas. Segundo o pró-reitor de Extensão e Cultura, Anselmo Pessoa Neto, muitos fatores contribuíram para esse crescimento, como exemplo, a implementação do Sistema de Informação de Extensão e Cultura (Siec) e o crescimento dos recursos destinados à extensão.

A criação do Siec permitiu a modernização da área de extensão na UFG. O sistema de fácil navegação evita o uso do papel e diminui a burocracia, além de reunir dados sobre os projetos existentes e permitir a criação de sítios na internet para os eventos cadastrados. Esses sítios dão visualização aos projetos, gerenciam inscrições dos participantes, emitem certificados digitais e auxiliam na produção dos anais dos eventos. Para aumentar a publicidade do trabalho produzido, também foram garantidos a todos os eventos cadastrados a produção de material gráfico de divulgação, como folders e cartazes, com apoio técnico e de recursos da Proec.

A gestão de 2006 a 2013 garantiu a destinação de pelo menos 2% do custeio da universidade para a área de extensão. Apesar de a definição já existir, na prática, só ocorreu a partir de 2006. Os investimentos, porém, foram além dessa porcentagem, o que permitiu, entre outros avanços, o aumento gradativo do número de bolsas, com valores equiparados às bolsas do CNPq de Iniciação Científica. O custeio anual do Programa de Bolsas de Extensão e Cultura (Probec) subiu de 80 mil para 480 mil reais por ano. Também houve crescimento do número de projetos contemplados por editais de fomento, como o Programa de Extensão Universitária (Proext) do Ministério da Educação.

TV UFG

 

 

 

CRRUFG Senad

A parceria entre a UFG e a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) tem sido de suma importância para as atividades do Centro Regional de Referência de Formação Permanente sobre Drogas (CRR). Por meio dele, cursos de atualização e de aperfeiçoamento têm sido ministrados a centenas de profissionais da rede de atenção integral à saúde e assistência social (SUS e SUAS), que lidam com usuários de drogas de diversos municípios de Goiás e do Distrito Federal. Em 2012, a UFG criou o Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Drogas e outras Dependências, decisivo na implantação de uma política institucional de combate às drogas. Em Acordo de Cooperação Técnica com o Ministério Público de Goiás, a universidade se compromete a colocar à disposição o conhecimento que produz por meio dessa causa social.

III Volta UFG

Entre as atividades de apoio à comunidade, estão aquelas ligadas ao esporte e lazer. Em 2013, foi realizada a IV Volta da UFG, com mais de mil participantes para os percursos de 10 km (corrida) e 5 km (caminhada) em torno do Câmpus Samambaia. Todo semestre, a Faculdade de Educação Física oferece a prática de exercícios físicos em diversas modalidades. O apoio se estende, ainda, a membros da comunidade universitária que se despontam no esporte.

Portal UFG

Em 2006, a UFG teve sua logomarca reeditada. Os novos tempos exigiam um símbolo gráfico com maior versatilidade e um concurso foi criado para a sua escolha. Entre 70 propostas, o trabalho de Ana Paula Mattos foi o escolhido como aquele capaz de expressar as características da instituição de universalidade da ciência, multidisciplinaridade, dinamismo, potencialidade de expansão, com mais pregnância. Em seguida, foi confecionado o Manual de Uso da Logomarca UFG.

Caldas Novas

A UFG está presente em Caldas Novas. Depois de receber a doação da antiga vila dos trabalhadores da Usina Hidrelétrica de Corumbá IV/ Furnas, uma área de 87 hectares na zona rural do município, a instituição executou a reforma e estruturação do Centro de Referência em Educação do Campo e Desenvolvimento Territorial Sustentável. O espaço é destinado ao desenvolvimento de ações de formação e de pesquisa relacionadas aos temas educação do campo, agricultura familiar e desenvolvimento territorial sustentável, como o curso de licenciatura em Educação do Campo (Procampo). Compõe ainda o novo patrimônio da UFG, uma fazenda de 137 hectares, em área anexa ao Centro de Referência. A efetivação do Centro de Referência se dá em parceria entre a UFG e os Institutos Federais de Goiás (IFG) e Goiano (IF Goiano), a Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura (Contag) e a Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Goiás (Fetaeg).

Categorias : Cultura Extensão Música no Câmpus Cine UFG

Arquivos relacionados Tamanho Assinatura digital do arquivo
64 p14e15 507 Kb 64e3968bc73f00bd6a3467805ddd3901
Listar Todas Voltar