Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f
Youtubeplay db0358e6953f0d0ec2cd240bca6403729d73b33e9afefb17dfb2ce9b7646370a

Editorial: Serviço Público em perspectiva

Logo Jornal

Publicação da Assessoria de Comunicação da Universidade Federal de Goiás 
ANO VII – Nº 58 – MAIO – 2013

Editorial: Serviço Público  em perspectiva

Texto: Michele Martins, editora do Jornal UFG

Em 2013 a UFG criou um novo curso a distância em Administração Pública. A iniciativa foi uma resposta ao Programa Nacional de Formação em Administração Pública (PNAP), proposto pelo Ministério da Educação com o objetivo de capacitar quadros de gestores para atuar na administração do governo e unidades organizacionais. A partir da iniciativa de criação desse programa, não podemos deixar de fazer uma leitura do complexo processo histórico que molda a realidade do serviço público prestado hoje no Brasil.


De acordo com especialistas, o setor público está inserido em um contexto amplo de mudança de paradigma administrativo, passando gradativamente da administração burocrática para a administração gerencial. Tratam-se de mudanças não só qualitativas, mas também quantitativas, pois, depois de algumas décadas de sucateamento do serviço público, acompanhamos a ampliação dos investimentos e o aumento do número de vagas em vários setores. Isso levou cada vez mais pessoas a sonharem com um trabalho público. Mas, na corrida pela tão sonhada carreira estável, a peneira dos concursos públicos tem sido rigorosa ao aprovar candidatos com formação adequada, capazes de efetivamente intervir na realidade social, política e econômica e, assim, contribuir para a melhoria da gestão das atividades desempenhadas pelo Estado brasileiro, em âmbito federal, estadual e municipal.


Foi pensando em alguns desses aspectos que a equipe do Jornal UFG quis abordar em uma mesa-redonda os significados atuais do serviço público no Brasil. A discussão levantou muitas questões quanto à superação de desafios como a adoção de novas estratégias gerenciais e de controle dos gastos de recursos públicos, o cuidado com a saúde dos servidores e a valorização das carreiras e, sobretudo, o combate à corrupção e ao senso comum de que funcionários públicos são ineficientes e preguiçosos.


Outro destaque desta edição é a abordagem sobre os problemas que os ruídos cotidianos podem causar à saúde humana, em matéria sobre as iniciativas do Dia Internacional da Conscientização sobre o Ruído que, em Goiânia, mobilizou equipes de diversas instituições, além da UFG.  Tenham todos uma boa leitura!


Categorias : Opinião serviço público

Arquivos relacionados Tamanho Assinatura digital do arquivo
58 P2 546 Kb 5747c0bc1b268ac73ffcd8092ab07fec
Listar Todas Voltar