Weby shortcut
Youtubeplay
noticia1300113539.jpg

Álcool: mecanismo de reconhecimento social

Professora do Departamento de Psicologia da PUC-GO esclarece que muitas pessoas bebem para fugir de críticas e alcançar bem-estar

Gilmara Roberto

 

A professora da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), Vera Lúcia Morselli, considera que atualmente a sociedade cobra cada vez mais das pessoas que tenham sucesso, bem-estar, felicidade e, ao mesmo tempo, as proíbe de sofrer e sentir dor. A professora considera que essa sociedade exige tudo isso, mas não oferece condições para que o indivíduo chegue a obter esses quesitos de realização pessoal. Ela acrescenta que “esse é um momento em que as pessoas não têm segurança e clareza suficiente sobre quais são os seus papéis. A bebida e as drogas atuam no sentido de oferecer a elas algo que não acreditam serem capazes de encontrar em nenhum outro lugar”.

Vera Morselli considera ainda que muitos indivíduos da sociedade contemporânea buscam o consumo do álcool para fugir de uma insatisfação pessoal. “Se a pessoa vai para um barzinho e não bebe, ela não é reconhecida pelos outros. Se ela beber, não será criticada. Ela bebe para fugir da crítica que é impiedosa”, comentou a professora.

A professora da PUC-GO considera ainda que entender o consumo, o abuso e mesmo a dependência de drogas exige que se compreenda a relação que cada sujeito tem com a droga. Vera Morselli apontou também a necessidade de se formarem grupos de estudantes, professores, servidores e funcionários para discutir o consumo de drogas dentro da universidade.

 

Veja o conteúdo exclusivo, impresso no Jornal UFG.

Leia também:

"Levantamento define perfil de consumo de jovens universitários brasileiros"

Fonte : AscomUFG

Listar Todas Voltar