Weby shortcut
Youtubeplay
Editorial

Ecossistemas ambiental, social e cultural

Secretário de Comunicação da UFG, professor Magno Medeiros assina o editorial do número 97 do Jornal UFG

Magno Medeiros*

O conjunto de matérias da presente edição do Jornal UFG permite desenvolver uma reflexão sobre o conceito de ecossistema aplicado ao campo ambiental e social. Ecossistema é o sistema no qual vivemos em interação com outros seres no contexto de uma unidade natural. Trata-se de um conjunto de características físicas, químicas e biológicas que influenciam a existência de espécies animal e vegetal, que interagem ou se relacionam, formando um sistema estável. Sendo assim, nota-se o caráter de organicidade sistêmica que marca os ecossistemas.

No campo ambiental, algumas reportagens revelam diferentes realidades que, em seu conjunto, tensionam o conceito de ecossistema. Podemos citar as seguintes matérias: Cordilheira dos Andes explica biodiversidade da Amazônia; O PL do Veneno e o retrocesso à era Vargas; Cientista da UFG identifica primeiro mamífero brasileiro; Levantamento revela baixa concentração de flúor na água. Embora com temáticas diferentes, essas matérias abordam, na essência, a importância inequívoca de se manter estável e vivo o nosso ecossistema ambiental, em constante evolução. O processo de conscientização, por meio do relato jornalístico, é louvável  e necessário, pois contribui substancialmente para a implantação e consolidação de políticas públicas voltadas para a preservação dos recursos naturais e, consequentemente, para a harmonização do ecossistema ambiental.

No campo social, outras reportagens mostram a diversidade cultural que nos diferencia identitariamente e nos aproxima universalmente em termos de direitos humanos. A reportagem Pirenópolis inspira pesquisas em diferentes áreas, por exemplo, aborda diversas pesquisas desenvolvidas por programas de pós-graduação da UFG, analisando questões referentes ao turismo, à culinária e às moradias da cidade goiana. Em certo sentido, tematiza a diversidade cultural, inclusive gastronômica, da cidade no contexto de um ecossistema social. Há outras matérias que também, direta ou indiretamente, remetem ao conceito de ecossistema social e humano. Por exemplo, a matéria sobre a Rede de Formadores em Educação Intercultural da América Latina (RedFeial) e também a mesa-redonda sobre o Sistema Único de Segurança Pública. Esta última, ressalte-se, busca refletir a questão da segurança pública desde o ponto de vista de sua organicidade sistêmica.

O Susp prevê a integração das seguranças federais, distritais, estaduais e municipais, buscando viabilizar operações coordenadas, por meio do compartilhamento de informações, conhecimentos técnicos, científicos e estratégias comuns de prevenção e controle de infrações penais. Ou seja, o Susp também se reporta à necessidade de construir um ecossistema de promoção da segurança da coletividade humana.

Como se observa, o conteúdo desta edição do Jornal UFG aborda, fundamentalmente, a questão dos ecossistemas ambiental e social. E essa perspectiva remete a um outro conceito igualmente importante: o de cultura como rede simbólica de significados. A propósito, Clifford Geertz afirma: "Acreditando […] que o homem é um animal amarrado a teia de significados que ele mesmo teceu, assumo a cultura como sendo essas teias e a sua análise; portanto, não como ciência experimental em busca de leis, mas como uma ciência interpretativa à procura do significado". Em suma: vivemos profundamente mergulhados em nossos ecossistemas ambiental, social e cultural. E isso nos desafia diária e dialeticamente, como seres humanos em constante evolução.

 

* Magno Medeiros é secretário de Comunicação da UFG e professor da FIC/UFG

Rodapé

Fonte : Secom/UFG

Categorias : editorial Edição 97

Listar Todas Voltar